Busque abaixo o que você precisa!

Russomanno lidera pesquisa Datafolha com 31% e vence com folga no 2º turno

Na primeira pesquisa após o início oficial da campanha pela Prefeitura de São Paulo, o candidato Celso Russomanno (PRB) lidera com 31% das intenções de voto e mantém larga vantagem no segundo turno, revelou o Datafolha. O deputado federal está 15 pontos à frente da segunda colocada, a senadora Marta Suplicy (PMDB), que manteve os 16% aferidos na pesquisa anterior do instituto, realizada em julho.

Leia mais:Russomanno lidera pesquisa Datafolha com 31% e vence com folga no 2º turno

Grupo produtor de aço ‘disfarça’ doações a prefeito de Fortaleza

Sob a nova legislação eleitoral, que impede doações de empresas a campanhas políticas, candidatos tentam se adaptar à nova realidade sem, no entanto, serem deixados totalmente ao relento por empresários generosos. O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), que busca a reeleição, é um exemplo de político que, apesar das novas regras, continua contando com a boa vontade do meio empresarial.

Leia mais:Grupo produtor de aço ‘disfarça’ doações a prefeito de Fortaleza

MP impugna de candidaturas de Russomano, Marta, Erundina e Major Olímpio em SP

Por falta da apresentação de documentos considerados obrigatórios pela legislação eleitoral, o Ministério Público Eleitoral de São Paulo impugnou as candidaturas de Celso Russomano (PRB), Marta Suplicy (PMDB), Luiza Erundina (PSOL) e Major Olimpio (SD) à prefeitura de São Paulo.

As impugnações são questionamentos ao pedido de registro das candidaturas e, quando as irregularidades são confirmadas, podem impedir que uma pessoa se torne candidata.

Em geral, o atraso na apresentação desses documentos pelos candidatos foi ocasionado pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, que teve dificuldades para emitir no prazo as certidões de documentos que foram solicitadas pelas candidaturas. Estes documentos precisam ser apresentados à Justiça Eleitoral

Leia mais:MP impugna de candidaturas de Russomano, Marta, Erundina e Major Olímpio em SP

Quatro ministros do STF votam para manter regra de participação em debates

BRASÍLIA – Quatro ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votaram nesta quarta-feira pela manutenção da regra que exige um mínimo de dez deputados do partido na Câmara dos Deputados para garantir a participação do candidato nos debates de emissoras de rádio e televisão. Pela norma, o PSOL fica excluído dos debates, porque não tem a bancada exigida. Se a lei for mantida, o deputado estadual Marcelo Freixo, candidato a prefeito do Rio, e a deputada federal Luiza Erundina, que disputa a Prefeitura de São Paulo, ambos do PSOL, ficariam impedidos de participar de debates. Sete ministros ainda vão votar. A decisão foi adiada para quinta-feira.

Leia mais:Quatro ministros do STF votam para manter regra de participação em debates

Compartilhe