Busque abaixo o que você precisa!

PERFIL PARLAMENTAR - Aderlânia Noronha

aderlaniaNoronha

 

Aderlânia Noronha nasceu em Parambu, na Região do Sertão dos Inhamuns, no Ceará. Filha de pais comerciantes, herdou o tino para os negócios, além do perfil empreendedor e determinado que põe em prática ao lado do marido, o também empresário e Deputado Federal Genecias Noronha, na condução de suas empresas e na vida familiar com seus quatro filhos: Mateus, Amanda, Genecias Júnior e João Pedro.
Desde cedo, Aderlânia Noronha esteve engajada e comprometida com a população de Parambu. Seu carisma, disposição para servir e sensibilidade em relação a problemas como a seca – que periodicamente castiga a Região, atingindo as famílias –, as lutas em defesa das mulheres, dos idosos, do público infanto-juvenil, do combate à violência doméstica e infantil, da geração de emprego e renda, da Educação e Saúde de qualidade, fizeram-na despontar, naturalmente, como uma forte liderança política, com reconhecimento dentro e fora do Município.
Quando adolescente vestiu literalmente a camisa dos Esportes, com destaque para o Vôlei. Defende a prática esportiva como ferramenta educacional que trabalha valores humanos, éticos e morais, além de proporcionar o desenvolvimento físico e social de crianças e jovens.
Com a simplicidade de uma mãe experiente e dinamismo de quem consegue doar-se à família e ao trabalho, atuou como primeira-dama de Parambu (2005-2010) abraçando, com muita dedicação, o desenvolvimento de projetos sociais, dentre eles destacam-se o “Mãe Saudável” e o “Casa da Mulher”, voltados para a maioria da população da cidade que, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é de mulheres.
Aderlânia Noronha é um espelho da participação da mulher atuante na sociedade. Filiada ao Partido Solidariedade no Ceará, foi eleita a segunda mais votada Deputada Estadual no pleito de 2014, com 97.172 votos. Em seu primeiro mandato (2015-2019), é a primeira mulher a compor a mesa diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, reforçando o valor da mulher na política, com ética, transparência e trabalho.

Comissões

Agropecuária (Suplente) Desenvolvimento Regional, Recursos Hídricos, Minas e Pesca  (Suplente) AGÊNCIA DE NOTICIAS DA AL

Ceará sem Drogas chega a Campos Sales na próxima sexta

Campos Sales, a 596 km de Fortaleza, vai sediar a nona edição da campanha Ceará sem Drogas. O encontro será às 9h30 do dia 27 de novembro, na escola Presidente Médici, no Centro da cidade. O presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, deputado Zezinho Albuquerque (Pros), idealizador da iniciativa, confirmou presença no evento, que, só neste ano, mobilizou mais de 12 mil jovens em Fortaleza, Viçosa do Ceará, Nova Russas e Aquiraz. Walter Casagrande, comentarista esportivo e ex-jogador da Seleção Brasileira, participa do encontro, para um bate-papo franco e direto com os jovens. O ex-craque do Corinthians falará sobre sua experiência pessoal com as drogas e alertará sobre as consequências desse mal. A parceria do Legislativo com a sociedade, prefeitos, vereadores, lideranças e autoridades em todas as regiões do Estado tem sido a maior conquista da campanha. “Até agora, mais de 50 municípios solicitaram a realização do seminário”, informa Zezinho Albuquerque. A demanda se justifica em função dos resultados já alcançados pela campanha Ceará sem Drogas. Um deles foi a sanção, pelo então governador Cid Gomes, em 2014, da lei que criou o Fundo Especial de Combate às Drogas, a partir de iniciativa do presidente da Assembleia. “Essa lei permite que mais recursos sejam aplicados no combate às drogas”, destaca Zezinho Albuquerque. O presidente ressalta também a relevância da criação de uma secretaria especial sobre as drogas pelo governador Camilo Santana. A pasta tem como titular a deputada Mirian Sobreira. Lançada em Fortaleza no início de 2014, a campanha Ceará sem Drogas promoveu também atividades no Crato, Limoeiro do Norte e Sobral. “Estamos chegando ao objetivo desejado. Sabemos que não é fácil, mas vamos continuar esse trabalho, para que os jovens percebam que as drogas destroem as famílias”, avalia o presidente. Ceará sem Drogas Dia: 27 de novembro de 2015 Horário: 9h30 Local: EEEP Presidente Médici. Avenida Francisco Ademar de Andrade, 1210, Centro. Campos Sales (CE)Da Redação/com Assessoria

Bloqueio de celulares roubados e furtados no Estado é tema de audiência

Bloqueio de celulares roubados e furtados no Estado é tema de audiência     

A Comissão de Defesa Social (CDS) da Assembleia Legislativa promove audiência pública, nesta quarta-feira (25/11), às 14h, no Complexo de Comissões Técnicas da Casa, para debater o projeto de lei 184/2015, de autoria do deputado Odilon Aguiar (Pros), que institui o boletim de ocorrência exclusivo para crimes de furto e roubo de celulares e que prevê o bloqueio imediato dos aparelhos extraviados. Na prática, a matéria tem como objetivo reduzir drasticamente o volume de furtos e roubos dos aparelhos móveis.  

De acordo com Odilon Aguiar, autor do requerimento, o sistema de bloqueio inviabiliza que o celular seja utilizado por outra pessoa que não seja o proprietário. “Essa proposta tenciona envolver a Polícia Civil no processo, o que pode acontecer mediante o bloqueio do aparelho diretamente por ela com a autorização da vítima, noticiante ou representante legal, mediante o fornecimento do número de série do aparelho, denominado ‘International Mobile Equipment Identity’ (IMEI)”, informou o deputado. O IMEI é facilmente identificável, constando no próprio aparelho e em sua respectiva nota fiscal e embalagem ou discando *#06#.

Estatísticas apontam o Brasil como o terceiro país do mundo em volume de vendas de celulares, atrás apenas dos Estados Unidos e da China. E é o segundo país no mundo em roubos e furtos de celulares, perdendo somente para a Índia.

Leia mais...

Senado aprova MP 688 com apoio a hidrelétricas

economia usina hidroeletrica jupia 20130108 original

O Senado aprovou na noite desta terça-feira a Medida Provisória 688, que autoriza o governo federal a apoiar hidrelétricas após perdas causadas pela seca. A MP foi aprovada com 44 votos a favor e 20 contrários sob protestos de senadores da oposição, que avaliam que a medida vai elevar tarifas para consumidores de energia. O texto segue para sanção presidencial.

A conversão da MP em lei é considerada crucial por investidores para dar segurança jurídica ao leilão de 29 hidrelétricas agendado para esta quarta-feira, com o qual o governo federal espera arrecadar até 17 bilhões de reais com a cobrança de bônus de outorga junto aos vencedores. A totalidade dos recursos previstos será incluída apenas na previsão de receitas do Orçamento de 2016, afirmou o relator de receitas e senador Acir Gurgacz (PDT-RO). A MP foi aprovada no prazo limite para que leilão desta quarta fosse viabilizado. Sem o texto legal, o governo teria que adiar novamente a disputa.

Regras - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou em 3 de novembro o detalhamento da proposta de apoio às geradoras autorizada pela MP 688, que define regras sobre o risco de seca em hidrelétricas e autoriza a União a cobrar bônus de outorga no leilão.

Leia mais...

PERFIL PARLAMENTAR - NAUMI AMORIM

naomi

Naumi Amorim nasceu em Tauá, em 1967. Ainda menino seguiu o pai e a família indo morar em uma comunidade rural no município de Parambu, onde passou a infância e estudou as primeiras letras. Filho de família pobre ajudou o pai na roça, juntamente com os irmãos, e sofria vendo a vida difícil dos pais para criá-los. Movido pelo sonho de ajudar a família e o desejo de fazer algo para mudar a realidade sofrida, Naumi, aos sete anos de idade, mostrou sua veia empreendedora e montou seu próprio negócio: uma caixa de engraxar sapatos.
Pelas ruas e praças do Parambu andava com seu instrumento de trabalho em busca de clientes. Até os 15 anos de idade, Naumi exerceu diversas funções como engraxate, vendedor de frutas pelas ruas, em fábricas de cerâmica e gesso e venda de balas nas ruas e portas das escolas.
O menino do Parambu então visualizou um futuro longe de sua terra natal. O município de Goiás foi-lhe apresentado como uma opção e seria o seu divisor de águas. Decidiu apostar no novo para mudar a dura realidade de sua vida e da sua família. Insistiu com o pai que não queria deixá-lo partir. Vendo sua determinação seu pai resolveu vender uma saca e meia de feijão para comprar a passagem.
Então, aos 15 anos de idade, o menino de Parambu pegou um carro pau-de-arara e partiu em busca do seu sonho. Depois de alguns dias de viagem em um transporte sem conforto e segurança, passando fome e sede Naumi chegou à cidade de Rio Verde. Na cidade goiana enfrentou muitos obstáculos para encontrar uma atividade que estivesse de acordo com sua condição física, pois era muito magrinho.
Conheceu então a atividade dos vendedores de porta em porta, os conhecidos galegos. Dedicou-se com todas suas forças acordando de madrugada e caminhando o dia todo visitando as casas e vendendo produtos para o lar. Seu primeiro salário foi destinado à sua mãe. Sempre acreditando no trabalho, legado que passa hoje para os filhos, Naumi hoje tem uma vida confortável, um patrimônio empresarial e oferece centenas de empregos no Ceará e no Brasil. No Ceará instalou-se no município de Caucaia onde exerce atividades empresariais. Foi também em Caucaia que ele conheceu a política mais de perto.
Ajudar as pessoas foi o que moveu o coração do empresário Naumi a entrar para a política. Ingressou no Partido Social Liberal (PSL) e logo foi incentivado a concorrer às eleições municipais de 2012. Aceitou o desafio e concorreu com lideranças políticas já conhecidas dos eleitores de Caucaia. A surpresa foi ficar na terceira colocação, já que era uma pessoa totalmente desconhecida do meio político. Para ele foi uma experiência exitosa e o credenciou a concorrer a uma cadeira na Assembleia Legislativa na eleição de 2014. Foi eleito com 46.835 votos, dos quais 27.241 somente em Caucaia.

Comissões

Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Membro) Defesa do Consumidor (Membro) Juventude (Suplente) Orçamento, Finanças e Tributação (Suplente) AGÊNCIA DE NOTICIAS DA AL

Laís Nunes cobra ações para minimizar efeitos da seca

Dep. Laís Nunes (Pros)Dep. Laís Nunes (Pros)Foto: Máximo Moura

A deputada Laís Nunes (Pros), que retornou à Assembleia Legislativa após licença maternidade, cobrou, na sessão plenária desta terça-feira (24/11), ações mais incisivas para minimizar os efeitos da seca no Estado. A parlamentar relatou que, em visita aos municípios, constatou a preocupação com falta de água, “que assusta e assola toda a população.”

De acordo com a deputada, para estar mais perto do povo, foi criado o projeto Parlamento na Comunidade, de início implantado no município Icó. “Mais adiante pretendemos ampliar para os demais municípios onde fui votada. A iniciativa objetiva ouvir as pessoas que em mim confiaram seu voto e, dentro do possível, transformar essas solicitações em projetos e requerimentos. Dessa forma, atender as demandas”, assinalou.

A parlamentar lembrou que já são quatro anos de seca prolongada,  inclemente como não se via desde o distante 1979 - 1983. E a probabilidade de um quinto ano de seca é muito grande. As previsões climáticas apontam nessa direção. “É tanta demanda por água que perdi a conta do número de requerimentos que encaminhei, ao longo de todo esse ano, ao Governo do Estado, solicitando a perfuração de poços profundos nas mais diversas comunidades”, informou. Alguns desses pedidos foram atendidos pelo governador Camilo Santana, segundo ela, outros ainda aguardam deliberação.

Leia mais...

Capitão Wagner critica segurança pública e destaca número de roubos

Dep. Capitão Wagner (PR)Dep. Capitão Wagner (PR)Foto: Máximo Moura

O deputado Capitão Wagner (PR) criticou, no primeiro expediente da sessão plenária desta terça-feira (24/11) da Assembleia Legislativa, a situação da segurança pública do Estado. O parlamentar destacou a matéria do jornal Diário do Nordeste, destacando que, de julho a outubro, foram registrados 17.949 crimes violentos contra o patrimônio. Uma média de 147 vítimas por dia.

Capitão Wagner salientou que os números não são precisos já que muitos não registram assaltos e furtos às delegacias. “As pessoas não fazem o boletim de ocorrência porque acreditam que o crime não vai ser solucionado. Os números de crimes, na verdade, são maiores”, apontou.

Para o deputado, o efetivo policial não é suficiente. “Cerca de 60 policiais são tIrados das ruas para fazer escolta de presos nos Instituto José Frota (IJF). Se um preso é lesionado, são quatro policiais que precisam fazer a escolta desse preso. Em vez de de estarem nas ruas, estão sendo babá de preso. Muitos recebem alta, mas não voltam às delegacias. É absurdo”, assinalou.

Leia mais...

‘Vi a ética se esvaindo naquela hora’, diz deputada que constrangeu Cunha

por

BSB - Brasília - Brasil - 19/11/2015 - PA - A deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP) em pé na cadeira de rodas, posicionada de frente ao presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha, faz um discurso emocionante que calou o plenário da câmara. Foto: Givaldo Barbosa/Agência O Globo - Givaldo Barbosa / Agência O Globo

BRASÍLIA - Integrante da chapa que elegeu Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP) foi a voz que silenciou o plenário anteontem ao encará-lo, e pedir que se levantasse da cadeira porque não tinha mais condições de presidir a Câmara. Com voz suave mas determinada, Mara, no gesto de anteontem, lembrou o discurso do então deputado Fernando Gabeira ao então presidente da Câmara Severino Cavalcanti, antes de sua renúncia.

O que levou a senhora ao desabafo com Eduardo Cunha no qual pediu que ele saísse da presidência da Câmara?

Eu senti a Câmara sendo totalmente desmoralizada por conta da manobra que ele comandou para impedir a sessão do Conselho de Ética, denegrindo nosso próprio Conselho. Vi a ética se esvaindo naquela hora.

Foi uma situação limite?

Tenho certeza disso. Até nas coisas que a gente pensa que não tem ligação, isso interfere. Essa situação está interferindo no meu trabalho diante das pessoas com deficiência. A péssima imagem do Parlamento reverbera em tudo que se faz nesse país. Acabou, não tem mais condições de continuar esse impasse.

Leia mais...

Roberto Mesquita ressalta editorial sobre uso consciente da água

Dep. Roberto Mesquita (PV)         Dep. Roberto Mesquita (PV)    Foto: Máximo Moura

O deputado Roberto Mesquita (PV) ressaltou, no primeiro expediente da sessão plenária desta sexta-feira (20/11), o editorial do Diário do Nordeste sobre o uso consciente da água.  Ao fazer a leitura do texto, o deputado salientou que não o interpretaria, pois poderia empobrecê-lo, visto que este já se apresentava de forma completa e educativa. O editorial, por sua vez, avalia a realidade do Ceará quanto ao seu abastecimento de água, pontuando ações que deveriam ser tomadas pelo Governo Estadual e Cagece, no sentido de educar a população sobre o uso da água. O texto do editorial alerta ainda para um possível colapso hídrico, caso as obras de transposição não sejam concluídas a tempo e não haja racionamento.

“O foco desse editorial deve entrar para os anais da Assembleia Legislativa do Ceará, pois se trata de uma leitura que nos mostra a realidade, educa-nos e ainda cobra dos entes públicos as políticas necessárias para esse momento de seca”, elogiou o parlamentar.

Roberto Mesquita sugeriu ainda que a Cagece não só aplique a multa àqueles que ultrapassem o uso médio do mês de outubro, mas que também beneficiem aqueles que façam uma boa economia de água. Ele também lembrou que a conclusão das obras de transposição do rio São Francisco e do Cinturão das Águas no prazo correto é de total necessidade, para que não aconteça um caos no abastecimento de água em Fortaleza.

“Será um caos se a transposição do rio São Francisco não estiver concluída em setembro de 2016. Creio que, se todos nós fizéssemos requerimentos para a presidente no sentido de intensificar as obras e os jornais continuassem com editoriais como esses, ainda seria pouco para evitar esse grande estrago que se prevê”, declarou o parlamentar.

Fonte:Agência de Notícias da Assembleia Legislativa

  • E-mail:
    O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
    O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. 
  • Twitter:@Assembleia_CE

PERFIL PARLAMENTAR - BRUNO PEDROSA

brunoPedrosaBruno Torquato Pedrosa, 24 anos, filho do Deputado Estadual Vanderley Farias Pedrosa e de Adriana Torquato Pedrosa, empresário, advogado, atuando em causas previdenciárias em todo o estado do Ceará, formado pela Faculdade 7 de Setembro (FA7), pós-graduando em Direito Constitucional e Direito Previdenciário.
Foi Presidente do Centro Acadêmico Agerson Tabosa, da Faculdade 7 de Setembro. Coordenador do Projeto Geração Inovar em Ipu, projeto que tem como principal objetivo, conscientizar os jovens a participarem da política, além de projetos sociais e fiscalização do Poder Executivo municipal. O Deputado Bruno Pedrosa foi presidente da Comissão da Juventude e hoje preside a Comissão de Fiscalização e Controle, além de atuar em diversas comissões permanentes na Assembleia Legislativa.
Sua primeira ação como parlamentar foi propor a criação da Comissão da seca, buscando discutir a situação que atinge o Ceará. Como o deputado mais jovem da Casa, representa a juventude na busca pela implementação de políticas públicas aos mesmos, educação, saúde, segurança, infraestrutura, esporte, e valorização do trabalhador do campo e suas condições de trabalho.
Eleito Deputado Estadual com 27.793 votos, pelo Partido Socialista Cristão - PSC, para o mandato 2015-2018.

Comissões

Fiscalização e Controle (Presidente) Cultura e Esportes (Membro) Fiscalização e Controle (Membro) Viação, Transporte, Desenvolvimento Urbano (Membro) Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Suplente) Constituição, Justiça e Redação (Suplente) Orçamento, Finanças e Tributação (Suplente) AGÊNCIA DE NOTICIAS DA AL

Compartilhe