Busque abaixo o que você precisa!

Funcionários dos irmãos Schahin confirmam a Moro contrato fraudulento com Bumlai

BUMLAI PRESO

Funcionários das fazendas Agropecuária Maranhense e Alto do Turiaçu, dos irmãos Salim e Milton Schahin, disseram nesta segunda-feira ao juiz Sergio Moro que nunca receberam nas propriedades embriões de gado citados em contrato simulado entre o empresário José Carlos Bumlai e o Grupo Schahin. Segundo os investigadores da Operação Lava Jato, Bumlai integrou um esquema de corrupção envolvendo a contratação da Schahin pela Petrobras para operação do navio sonda Vitoria 10000 e participou da concessão de um empréstimo fictício para lavar propina que seria encaminhada ao PT. O próprio Bumlai depois confessou que o documento era falso e que não houve entrega de embriões.

Leia mais...

"Se não há Justiça, o que é o governo senão um bando de ladrões?"

A proposta de se trazer novamente a incidência da CPMF, os aumentos de alíquotas de ICMS adotados em alguns estados e lançamentos de IPTU sobre valor venal acima da realidade, utilizados por muitos municípios, podem piorar ainda mais nossa situação econômica e causar verdadeiro desastre nacional.

Leia mais...

Vice-prefeito de Monte Horebe, na PB, assume depois de prisão da prefeita

O vice-prefeito da cidade de Monte Horebe, Luciano Pessoa (PPS), foi empossado interinamente no final da tarde da quinta-feira (18) após a prefeita, Cláudia Dias (PSB), ser presa na 3º fase da operação Andaime suspeita de fraudar licitações públicas e desviar recursos.  Esta é a terceira vez que ele assume a prefeitura, já que a prefeita já havia sido afastada duas vezes do cargo. De acordo com a prefeitura, Luciano Pessoa se reuniu na manhã de sexta-feira (19) com secretários para discutir o momento que passa a cidade. Além da prefeita que foi presa, o ex-secretário de Obras da cidade, Eloizio Dias Guarita, também é investigado na operação Andaime e considerado procurado pelo Ministério Público Federal (MPF) depois de não ser localizado durante a ação conjunta realizada na quinta-feira. De acordo com o coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público Estadual da Paraíba (Gaeco), o promovor Octávio Paulo Leite, há um mandado de prisão preventiva decretado e os órgãos competentes já estão em busca do ex-secretário.

Leia mais...

Investigados na 'Andaime' teriam desviado quase R$ 200 mi, diz MPPB

Prisão da prefeita de Monte Horebe foi durante a 3º fase da Operação Andaime (Foto: Felipe Valentim/TV Paraíba)Prisão da prefeita de Monte Horebe durante
operação (Foto: Felipe Valentim/TV Paraíba)

O prejuízo causado causado pelo esquema criminoso desarticulado pela operação Andaime, que investiga desvios de recursos públicos, foi avaliado em quase R$ 200 milhões, de acordo com o Ministério Público da Paraíba (MPPB). A informação foi divulgada em uma entrevista coletiva realizada na manhã desta sexta-feira (26). Na ocasião, o órgão também apresentou denúncia contra 16 pessoas suspeitas de envolvimento nos crimes.

A operação Andaime investiga a prática de fraudes licitatórias e o desvio de dinheiro público por um grupo que utiliza empresas fantasmas para dar aparência de legalidade aos processos de contratação com os órgãos públicos, além do pagamento em obras de engenharia e coleta de resíduos sólidos. As fraudes nas licitações das cidades no Sertão da Paraíba foram destaque de uma reportagem do Fantástico no dia 14 de fevereiro. Quatro dias depois da exibição da reportagem, a 3ª fase da operação foi deflagrada, com a prisão de seis pessoas, entre elas, a prefeita da cidade de Monte Horebe, Cláudia Dias (PSB). Os desvios na cidade de Monte Horebe foram citadas na reportagem.

Os detalhes da investigação foram apresentados pelo procurador-geral de Justiça, Bertrand Asfora, e pelos promotores Rafael Linhares e Manoel Cacimiro, do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado do MPPB (Gaeco). Eles informaram que o Ministério Público estadual solicitou à Justiça o sequestro de bens dos investigados, para a reparação do dano causado pelos crimes. Além das 16 pessoas denunciadas, o órgão responsabilizou quatro empresas pelas fraudes. Outras 26 estão sendo investigadas.

Leia mais...

Justiça seletiva indica o ‘lado certo’ à corrupção

:

Seletivismo de setores do Judiciário determina quem ficará impune das denúncias de corrupção, uma prática que apenas muda a correlação de forças políticas e econômicas que vivem do assalto aos cofres públicos; constatação é de Helena Sthephanowitz, à RBA, para quem a mensagem de que "o crime não compensa" é inócua quando o próprio Poder Judiciário deixa impune quem fica ao abrigo de alguns intocáveis grupos de poder; a mensagem passa a ser outra: "O crime pode compensar se não ficar do lado errado"; o “lado certo”, ensina, tem sido o da oposição comandada por tucanos, democratas e afins, juntamente com os milionários grupos de mídia”.

Leia mais...

Dallagnol: acusados da Lava Jato tentam criar 'teoria da conspiração'

:

Coordenador da 'força-tarefa' da Operação Lava Jato, o procurador da República Deltan Dallagnol se pronunciou sobre as críticas do ex-presidente Lula de que o Ministério Público e a imprensa tentam "destruir o PT". Dallagnol diz que alguns acusados "diante da robustez das provas, têm buscado agredir o acusador para tentar tirar a credibilidade" da acusação. "Existem basicamente dois modos de você responder a uma acusação. O primeiro modo é mostrar que aquilo que a pessoa disse é mentira e que está errado. O segundo é desacreditar e tirar a credibilidade das pessoas que te acusam. O que vários acusados têm feito diante da robustez das provas é buscar agredir o acusador, tentando tirar desse modo a credibilidade. Mas isso é criar uma espécie de teoria da conspiração", afirmou o procurador.

Leia mais...

No desespero, petistas começam a jogar aliados ao mar. Bumlai desmente versão de seu amigão…

Xiii… Eles começaram a bater cabeça. Daqui a pouco, reproduzem aquela cena de “Cães de Aluguel”, de Tarantino. Todo mundo atira e todo mundo morre. O que será uma glória para o Brasil. A defesa de Lula veio a público com uma narrativa que é do balacobaco. Só se esqueceu de combinar com os russos. E aí a coisa pode começar a feder de verdade do lado de lá de moralidade.

Leia mais...

A BATALHA DO TSE

BATALHA DO TSE

 

A nova fase da Operação Lava Jato, que prendeu o marqueteiro João Santana e foi batizada como Acarajé, "é a que mais estragos pode causar à presidente Dilma Rousseff", avalia Leonardo Attuch, editor-chefe do 247; o motivo, segundo ele, é o processo que corre contra a chapa Dilma-Temer no TSE, pela qual os tucanos querem que seja ouvido o lobista Zwi Skornicki, também preso em Curitiba; "É justamente aí que mora o perigo. Ex-diretor da Odebrecht e lobista do estaleiro Kepper Fels, Zwi transferiu US$ 4,5 milhões para a Shellbill, uma empresa offshore não declarada à Receita Federal do casal João e Mônica Santana. Deste valor, US$ 1,5 milhão foram repassados num período que coincide com a eleição presidencial brasileira", diz Attuch; para ele, "não será surpresa se uma delação de Zwi, verdadeira ou não, vier a eclodir em meio à batalha do TSE" BRASIL 24-7

João Santana: o fim do feitiço - EPOCA

revista epoca edicao 924 o trio acaraje

Sobranceiro, ele fez sete presidentes. Bruxo, começou logo pelo que parecia impossível: reeleger, em 2006, um Lula que sobrevivera por pouco ao mensalão. Parecia feitiçaria, e o feitiço ganhou o mundo. Não exatamente o mundo. De acordo com a nova linha de investigação da Lava Jato, ganhou os países onde a Odebrecht tinha interesses econômicos e Lula influência política. À eleição do petista, seguiram-se os presidentes amigos do lulismo e da empreiteira. Maurício Funes em El Salvador. Danilo Medina na República Dominicana. José Eduardo dos Santos em Angola. Chávez e Maduro na Venezuela. Enquanto fazia presidentes aqui e ali, cá e acolá, nas Américas e na África, o bruxo aperfeiçoou seu domínio das artes ocultas do marketing político e – abracadabra – elegeu uma desconhecida para o Palácio do Planalto. E, assim, o marqueteiro João Santana e a presidente Dilma Rousseff chegaram ao topo. E lá se mantiveram mesmo depois das eleições de 2014, sobranceiros. Ela, presidindo. Ele, aconselhando.

Leia mais...

Lula continua com medo! -REINALDO AZEVEDO

E Lula continua com medo. Seus advogados recorreram ao Supremo Tribunal Federal pedindo a paralisação das investigações sobre o sítio de Atibaia e sobre o tríplex do Guarujá tanto no âmbito do Ministério Público Estadual como no do Federal. A alegação da hora: duplicidade de investigação sobre um mesmo objeto. Seria preciso decidir quem investiga. Cascata e chicana. Lula tem medo é de depor. Antes dessa iniciativa, o deputado petista Paulo Teixeira (SP) havia recorrido ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) para paralisar a investigação em curso no Ministério Público Paulista. Ganhou uma liminar favorável ao pedido, mas ela foi posteriormente cassada. O promotor Cássio Conserino já  intimou Lula de novo a depor e  marcou o novo depoimento do ex-presidente para o dia 17 próximo.

Leia mais...

Compartilhe