Busque abaixo o que você precisa!

Fraude no Hospital Albert Schweitzer, no Rio, superfaturou contas em cerca de 550%, diz MP

A corrupção está por trás do precário atendimento no Hospital Municipal Albert Schweitzer, na Zona Oeste, e outras unidades de saúde, localizadas em vários pontos do Rio de Janeiro. De acordo com o MP, ao menos R$ 15 milhões foram desviados pela OS Cruz Vermelha do Rio Grande do Sul nos contratos da alimentação, limpeza, segurança e até dos exames de sangue.

No Albert Shweitzer, o Ministério Público encontrou vários esquemas de desvio de dinheiro. Um deles envolvendo o laboratório Silva Jardim, que fazia a análise de sangue e urina dos pacientes. Segundo a denúncia, o laboratório foi contratado por quase R$ 3,5 milhões sem que houvesse qualquer pesquisa de mercado

Em uma das prestações de contas, os investigadores do MP identificaram que o número de exames de contagem de plaquetas que variava entre 4 e 17 nos meses de fevereiro a julho de 2017 passou em um único mês para mais de 8 exames. Já o teste para descobrir o tipo sanguíneo do paciente saltou de 94 para 947 por mês.

Leia mais...

Botijão de gás fica mais caro a partir desta terça-feira

Fernanda Brigatti / FOLHA DE SP
 
BOTIJÃO DE GAS
SÃO PAULO

O preço do botijão de gás de 13 quilos subirá a partir de hoje nas refinarias da Petrobras. Com o reajuste desta terça-feira, o gás residencial temaquarta alta consecutiva. De R$ 22,13 em abril do ano passado,obotijão passa a R$ 25,33 a partir de hoje. Esse é o preço na refinaria, para as distribuidoras.

A previsão do Sindigás é que o preço para as distribuidoras aumente de 0,5% a 1,4%, dependendo do local. Como a definição dos preços é livre, o sindicato diz não ter como estimar o impacto do aumento nas revendas.

Segundo a Petrobras, o preço do botijão na refinaria corresponde a 37% do custo para o consumidor final. A composição de preços ainda tem ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços), PIS/ Pasep e Confins. A participação da distribuição e da revenda corresponde a 44% do cobrado.

Leia mais...

Governo Bolsonaro prepara medidas contra calotes na Previdência Social

Thiago ResendeBernardo Caram / FOLHA DE SP
BRASÍLIA

Em uma tentativa de neutralizar discursos contrários à reforma da Previdência, a equipe econômica deve propor medidas para aprimorar a recuperação de dívidas previdenciárias. A PGFN (Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional) e a Receita Federal, em articulação com a secretaria de Previdência, preparam um pacote para fortalecer a capacidade de cobrança desses débitos pelo governo. Com as medidas, o governo quer se antecipar a eventuais críticas em relação à reforma. Oposicionistas e alguns economistas argumentam que, antes de endurecer as regras para aposentadoria, é necessário cobrar os devedores da Previdência.

Em uma das frentes, o governo quer classificar e criar mecanismos de combate aos chamados devedores contumazes, empresas que desenvolvem esquemas de blindagem e estratégias para não pagarem tributos como uma forma de planejamento financeiro.

Leia mais...

Pacote anticrime força Moro a exibir face política...

Durante 22 anos de magistratura, Sergio Moro habituou-se a emitir ordens judiciais. Ao apresentar o seu pacote anticrime, o agora ministro da Justiça viu-se compelido a exibir uma face que dizia não possuir: a face do político. Moro já não ordena, sugere. Ele não determina, negocia. Na entrevista em que desembrulhou seu pacote para os jornalistas, Moro emitiu sinais de que o primeiro mês na Esplanada dos Ministérios foi suficiente para que aprendesse a lição mais importante: em política, o sucesso dos projetos exige uma parcela de energia e outra de jeito.

Leia mais...

Iguatu conta apenas com 14% de cobertura no saneamento básico

Iguatu, na região Centro-Sul do Ceará, conta com uma cobertura de apenas 14% de esgotamento sanitário, serviço restrito a área central e mais dois bairros (João Paulo II e Cajazeiras). A falta de saneamento básico é um problema antigo que parece não ter solução a médio prazo e traz transtornos para os moradores. A cidade é polo da região Centro-Sul com mais de 100 mil habitantes, mas carece de coleta de rede de esgoto, galerias pluviais e aterro sanitário.

 

Em vários bairros, a água servida das casas, oriunda de pias, chuveiros e lavanderias é despejada no meio da rua e segue junto às calçadas.

"Quando falamos em saneamento básico incluímos esgoto, água pluvial e lixo", explica o arquiteto e urbanista, Paulo César Barreto. Outro problema que a cidade enfrenta ainda sem solução é a presença do lixão, às margens da rodovia CE-282, que recebe diariamente cerca de 30 toneladas de resíduos.

Leia mais...

Governador do PT apoia projeto de Moro e promete trabalhar por aprovação

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), defendeu o projeto de lei batizado de “Lei Anticrime” que foi anunciado nesta segunda-feira, 4, pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e será enviado ao Congresso Nacional.

“No geral, o pacote tem o nosso apoio. Nós vamos trabalhar para a sua aprovação. Tem maior rigidez no combate ao crime organizado, embora não tenha dado tempo de ler todas as vírgulas. Nós precisamos olhar, com carinho, as vírgulas e os artigos, para que o rigor não signifique retirar qualquer valor de cidadania e direito de defesa das pessoas”, afirmou, em entrevista à imprensa, após a abertura dos trabalhos da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA).

Leia mais...

Em mensagem ao Congresso, Bolsonaro faz apelo por aprovação da Previdência

Jussara Soares, Amanda Almeida, Bruno Goés e Eduardo Bresciani / o globo

BRASÍLIA  -  Em mensagem enviada ao Congresso na abertura do ano legislativo, o presidente JairBolsonaro fez apelo aos parlamentares para o compromisso com a aprovação da reforma daPrevidência . O texto entregue pelo ministro-chefe da Casa Civil,Onyx Lorenzoni , foi lido pela deputada Soraya Santos (PR-RJ), primeira secretária da Câmara. Nele, Bolsonaro defendeu que o governo está concebendo "uma proposta moderna, e ao mesmo tempo, fraterna que conjuga o equilíbrio atuarial, com o amparo a quem mais precisa, separando 'previdência' de 'assistência', ao tempo em que combate fraudes e privilégios".

 

"A Nova Previdência vai materializar a esperança concreta de que nossos jovens possam sonhar com seu futuro, por meio da Poupança Individual da Aposentadoria, um dos itens que está sendo formulado. É uma iniciativa que procura elevar a taxa da poupança nacional, criando condições de aumentar os investimentos e o ritmo de crescimento. É um caminho consistente para liberar o país do capital internacional. Ao transformar a Previdência, começamos uma grande mudança no Brasil. A confiança sobe, os negócios fluem, o emprego aumenta. E eis que se inicia um círculo virtuoso na economia. Não tenham dúvida disso! Essa é uma tarefa do Governo, do Parlamento e de todos os brasileiros", diz o texto.

Leia mais...

Projeto anticrime de Sérgio Moro: veja repercussão

Por G1

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, apresentou nesta segunda-feira (4) a governadores um projeto anticorrupção e anticrime. Com proposta de alterações em 14 leis, o texto prevê modificar trechos do Código Penal, do Código de Processo Penal, da Lei de Execução Penal, da Lei de Crimes Hediondos, do Código Eleitoral, entre outros.

Veja como entidades jurídicas se posicionaram sobre o projeto:

Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe)

A Ajufe considerou o projeto "bastante positivo" para a sociedade e também reiterou seu apoio à prisão de condenados após julgamento de segundo grau. No entanto, a entidade também possui ressalva.

Leia mais...

Moro apresenta projeto anticorrupção e antiviolência com alterações em 14 leis

Por Luiz Felipe Barbiéri e Fernanda Calgaro, G1 — Brasília

 

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, apresentou nesta segunda-feira (4) a governadores e secretárrios estaduais de Segurança Pública um projeto anticorrupção e antiviolência com propostas de alterações em 14 leis.

O texto prevê, entre outros pontos, modificar trechos do Código Penal, do Código de Processo Penal, da Lei de Execução Penal, da Lei de Crimes Hediondos e do Código Eleitoral.

O projeto será enviado pelo governo ao Congresso Nacional. Para entrar em vigor, deve ser aprovado por deputados e senadores.

Leia mais...

Moro diz que corrupção diminui recursos para o combate ao crime e adoção de políticas sociais

Por Fernanda Calgaro e Luiz Felipe Barbiéri, G1 — Brasília


https://s01.video.glbimg.com/x720/7352968.jpg");">
 
 
 
 
 
 
 
 
 
--:--/--:--
 
 
 
 

O ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, afirmou nesta segunda-feira (4) que a corrupção diminui recursos públicos para adotar medidas mais eficientes contra o crime e desenvolver políticas sociais.

O projeto de lei anticrime e anticorrupção, com propostas de alterações em 14 leis, foi apresentado pelo ministro da Justiça, em Brasília, nesta segunda, para governadores e para a imprensa.

Leia mais...

Compartilhe