Busque abaixo o que você precisa!

Maia diz que não aceitará que Legislativo seja atacado por representantes do Executivo

Mariana Haubert, O Estado de S. Paulo

22 de maio de 2019 | 00h32

 
Rodrigo Maia
 
Rodrigo Maia (DEM RJ), presidente da Câmara dos Deputados Foto: Dida Sampaio

Brasília - Após ter rompido publicamente com o líder do governo na Câmara, major Vitor Hugo (PSL-GO), por críticas que teriam sido feitas por ele ao Congresso, o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que não irá mais aceitar um tratamento desrespeitoso por parte de representantes do governo em relação ao Legislativo. Maia evitou responsabilizar o presidente Jair Bolsonaro pelo comportamento, mas disse que ele dá "sinais trocados".

Sobre o episódio com o líder do governo, Maia afirmou não ter ficado "zangado com ninguém", mas voltou a dizer que uma charge compartilhada por Vitor Hugo há cerca de dois meses no grupo de Whatsapp do PSL, atacou a Câmara institucionalmente e foi "desrespeitosa". A mensagem associava a negociação do governo com o Congresso a sacos de dinheiro. Maia teve acesso à sátira.

Leia mais...

Sérgio Aguiar registra eventos durante fim de semana no Interior

Deputado Sérgio AguiarDeputado Sérgio AguiarFoto: Edson Júnior Pio

 
O deputado Sérgio Aguiar (PDT) registrou, nesta terça-feira (21/05), durante a ordem do dia da sessão plenária da Assembleia Legislativa, a assinatura da ordem de serviço para a reforma da praça histórica do Coreto, no centro de Camocim, realizada no último fim de semana. O deputado participou do evento, juntamente com a prefeita Mônica Aguiar.

“É para ampliar o número de vagas de estacionamento público para aqueles que visitam o comércio do município”, destacou.

Leia mais...

Heitor Férrer lamenta fechamento de unidades do Sine/IDT

Deputado Heitor FérrerDeputado Heitor FérrerFoto: Edson Júnior Pio

 
O deputado Heitor Férrer (SD) lamentou o anúncio de fechamento de 14 unidades do Sine/IDT em diversos municípios do interior do Estado. Em pronunciamento na ordem do dia da sessão plenária desta terça-feira (21/05), o parlamentar afirmou que o fechamento é um sinal de retrocesso e falência dos governos atuais.

De acordo com Heitor Férrer, os municípios que perderão suas agências do Sine “ficarão mais pobres”. “Perderam os órgãos responsáveis pela intermediação entre empregador  e candidato, em uma época em que há perdas de postos de trabalho frequentes e a economia nacional não deslancha”, avaliou.

O Ceará, assim, passará a ter, de 32 unidades do Sine espalhadas pelo estado, apenas 18. Entre os municípios que serão afetados pela medida estão Barbalha, Baturité, Camocim, Canindé, Cascavel, Crato, Maranguape, Morada Nova, Russas, Tauá, Ubajara, Pacatuba, entre outros.
PE/LF   

Bruno Gonçalves rebate críticas de prefeito de Paraipaba

O deputado Bruno Gonçalves (Patri) rebateu, no primeiro expediente da sessão plenária desta terça-feira (21/05), afirmações feitas pelo prefeito de Paraipaba, Dimitri Batista.

Conforme explicou o parlamentar, o prefeito deu entrevista a um programa de rádio do município e teria feito críticas a ele e ao vereador Garcia da Zabelê. “O prefeito Dimitri se referiu ao vereador e a mim com ironias e disse que ira processar o vereador por se sentir ofendido com um vídeo gravado pelo mesmo”, relatou.

Segundo Bruno Gonçalves, Dimitri teria dito na entrevista que o vereador não realiza um bom trabalho nem por sua comunidade e que o deputado nunca destinou emendas para o município. “Quanto às emendas, nunca coloquei e não coloco. A gestão vive inadimplente. E se o vereador não fizesse um bom trabalho em sua comunidade, não teria tirado 202 votos para deputado federal, inclusive superando o candidato do próprio prefeito”, salientou.

Bruno Gonçalves relembrou ainda sua história de amizade com o vereador Garcia da Zabelê, que teve início em 1999 quando ele começou a trabalhar nas obras de um hotel que a família do parlamentar estaria instalando em Paracuru. “Ele era menor de idade e foi morar conosco, onde investimos em sua educação, tornando-se técnico em manutenção de ar condicionado. É um grande amigo”, defendeu.

Leia mais...

Sérgio Aguiar comemora sucesso de grupos empresariais cearenses

Deputado Sérgio AguiarDeputado Sérgio AguiarFoto: Edson Júnior Pio

 
O deputado Sérgio Aguiar (PDT) destacou, durante o primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta terça-feira (21/05), as recentes movimentações dos grupos cearenses Hapvida e Arco Educação no mercado financeiro. No último dia 7 de maio, as duas empresas, que ingressaram na bolsa de valores em 2018, anunciaram aquisições que somavam R$ 6,65 bilhões.

De acordo com o parlamentar, enquanto o grupo Hapvida divulgou a compra do Grupo São Francisco por R$ 5 bilhões, a Arco Educação comunicou a aquisição do sistema de ensino do Grupo Positivo, avaliado em R$ 1,65 bilhão.

Para o deputado, são duas empresas genuinamente cearenses que ultrapassam fronteiras em setores de serviço que o Estado do Ceará se destaca, como saúde e educação.

Leia mais...

Apóstolo Luiz Henrique defende projeto que beneficia cuidadores

Deputado Apóstolo Luiz HenriqueDeputado Apóstolo Luiz HenriqueFoto: Edson Júnior Pio

 
No primeiro expediente da sessão plenária desta terça-feira (21/05), o deputado Apóstolo Luiz Henrique (PP) pediu apoio para a aprovação do projeto de lei de autoria dele que estabelece a Política Estadual de Reconhecimento e Valorização do Cuidador com Laços Afetivos.

“Peço aos pares da Casa que possam estar conosco, dando apoio para que possamos ver essas pessoas sendo cuidadas, amadas”, justificou. O projeto 244/19 estabelece que cuidador com laços afetivos compreende-se todo aquele que desempenhe funções dentro ou fora do ambiente domiciliar, sem recebimento de remuneração, sem vínculo trabalhista ou de prestação de serviço de natureza remuneratória, bastando como razão suficiente para o cuidado o vínculo familiar, afetivo ou emocional com a pessoa cuidada.

Leia mais...

Maia bate boca com líder do governo e diz que o excluiu de relações

Thais ArbexAngela Boldrini / FOLHA DE SP
 
BRASÍLIA

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), bateram boca nesta terça-feira (21). 

Antes de encerrar reunião com líderes partidários, Maia afirmou que tem sido alvo de ataques constantes do governo e de seu líder na Câmara, e que havia excluído o deputado de suas relações pessoais.

“Fui atacado e por isso exclui ele das minhas relações pessoais”, disse Maia, segundo líderes que participaram do encontro.

De acordo com relatos, o presidente da Câmara disse que, antes de encerrar a reunião, precisava expor um fato que havia ocorrido há alguns meses.

O presidente se referia a um episódio de março, em que o líder do governo criticou Maia e a "velha política". Na ocasião, o deputado enviou para correligionários postagens sobre supostas negociações de cargos nos governos Michel Temer (MDB) e Dilma Rousseff (PT) em troca do apoio do Congresso.

Leia mais...

Moreira quer apresentar relatório da Previdência em 15 dias

Naira Trindade e Renato Onofre, O Estado de S.Paulo

19 de maio de 2019 | 13h33

 

O relatório final da reforma da Previdência deve ser apresentando em 15 dias. A previsão foi dada pelo relator da proposta, Samuel Moreira (PSDB-SP), ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o secretário da Previdência, Rogério Marinho, em encontro na manhã deste domingo.

Samuel Moreira
Deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), relator da reforma da Previdência na Câmara. Foto: Alexssandro Loyola/Agência Câmara

Os três se reuniram por cerca de duras horas na residência oficial da Presidência da Câmara. O objetivo inicial era tratar dos ajustes no texto que vai alterar as regras da aposentadoria no País, mas também serviu para que Maia sinalizasse ao governo que vai encampar a proposta final do relator.

Leia mais...

Bolsonaro divulga texto de autor desconhecido que fala num Brasil ‘ingovernável’ fora de conchavos

Tânia Monteiro, O Estado de S.Paulo

17 de maio de 2019 | 13h13

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro distribuiu, na manhã desta sexta-feira,  17, em diversos grupos de WhatsApp um texto de “autor desconhecido” que trata das dificuldades que ele estaria enfrentando para governar. O texto diz que o presidente está sofrendo pressões de todas as corporações, em todos os Poderes e afirma que o País “está disfuncional”, não por culpa de Bolsonaro, mas que “até agora (o presidente) não fez nada de fato, não aprovou nada, só tentou e fracassou”.

Procurado pelo Estado para comentar sobre a mensagem, o presidente respondeu por meio do porta-voz: “Venho colocando todo meu esforço para governar o Brasil. Infelizmente os desafios são inúmeros e a mudança na forma de governar não agrada àqueles grupos que no passado se beneficiavam das relações pouco republicanas. Quero contar com a sociedade para juntos revertermos essa situação e colocarmos o País de volta ao trilho do futuro promissor. Que Deus nos ajude!”

Jair Bolsonaro
O presidente defendeu que é preciso ceder em determinados momentos para "ganhar lá na frente" Foto: Dida Sampaio/Estadão

Ao compartilhar o texto, o presidente escreveu:  “Um texto no mínimo interessante. Para quem se preocupa em se antecipar aos fatos sua leitura é obrigatória. Em Juiz de Fora (06/set/2018), tive um sentimento e avisei meus seguranças: Essa é a última vez que me exporei junto ao povo. O Sistema vai me matar. Com o texto abaixo cada um de vocês pode tirar suas próprias conclusões.”

Leia mais...

Izalci Lucas enumera notícias positivas para o Brasil

 

A quantidade de informações negativas que aparecem diariamente nos veículos de comunicação tem causado mal-estar na população, disse o senador Izalci Lucas (PSDB-DF) nesta quinta-feira (16), em Plenário. Por isso, o Izalci prometeu que seus pronunciamentos darão visibilidade a iniciativas e acontecimentos bons e positivos do Brasil.

A sanção da Lei 13.827/2019, que facilita a aplicação de medidas protetivas de urgência para mulheres ou a seus dependentes, em casos de violência doméstica ou familiar, foi o primeiro caso mencionado pelo senador. Para ele, “medidas como essa, que salvam vidas, devem ser comemoradas”.

Outro acontecimento que merece destaque, disse Izalci Lucas, foi a assinatura do decreto de canonização da Irmã Dulce (1914-1992), pelo Papa Francisco na última segunda-feira; e o projeto Horta, desenvolvido pela Escola de Educação Infantil Alziro Zarur, da Legião da Boa-Vontade (LBV), que tem como objetivo mudar os hábitos alimentares e ensinar sobre a importância da alimentação saudável à crianças e famílias de baixa renda.

— É impressionante como você abre os jornais, os veículos de comunicação de um modo geral, e só vê notícia ruim. Por isso, eu vou fazer um contraponto agora todos os dias, eu vou dar notícias boas. Isso faz bem!— disse.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Compartilhe