Busque abaixo o que você precisa!

Érika Amorim informa sobre Jornada pela Infância e Adolescência em outubro

Deputada Érika AmorimDeputada Érika AmorimFoto: Edson Júnior Pio

A deputada Érika Amorim (PSD) informou, durante o primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta terça-feira (01/10), que a Comissão de Infância e Adolescência realizará, na segunda quinzena de outubro, a Jornada pela Infância e Adolescência.

De acordo a parlamentar, que preside o Colegiado,o projeto tem como objetivo a prevenção ao abuso a crianças e adolescentes, levando informação sobre os assuntos aos municípios do interior do Estado, e que é um dever constitucional evitar que casos ocorram. “A nossa Constituição diz que proteger as crianças e adolescentes é dever de todos, incluindo nós que estamos aqui a serviço da população. Essa jornada fará o papel de informar para evitar que esses casos se perpetuem”, ressaltou.

Leia mais...

Guilherme Landim cobra investimentos do Governo Federal para vacinação

Deputado Guilherme LandimDeputado Guilherme LandimFoto: Edson Júnior Pio

O deputado Guilherme Landim (PDT) cobrou, durante o primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta quarta-feira (02/10), investimentos na área de imunização por parte do Governo Federal.

O parlamentar ressaltou que a verba orçamentária para a vacinação em 2020 será 7% menor. “Teremos R$ 400 milhões a menos para investir na vacinação. Atualmente, muitos postos já sofrem com a falta de vacinas e não podemos aceitar esse corte no orçamento para algo tão importante”, disse.

Leia mais...

Deputada apresenta projeto que dispõe sobre Política Estadual da Pessoa Idosa do Ceará

A deputada estadual Patrícia Aguiar (PSD) deu entrada, nesta terça-feira, num projeto de indicação que dispõe sobre a Política Estadual da Pessoa Idosa no Ceará. A proposta tem origem na minuta encaminhada pelo Conselho Estadual do Idoso (Cedi) e resulta de reuniões realizadas com atores sociais governamentais e não-governamentais que atuam na política do Idoso. O Dia Nacional do Idoso é celebrado neste 1° de outubro.

Entre os objetivos da matéria estão a promoção de ações afirmativas para a pessoa Idosa, a sua integração com a sociedade e o incentivo à criação de políticas municipais com a participação dos Conselhos da Pessoa Idosa, bem como a promoção para a formação e educação permanente para os maiores de 60 anos e o estabelecimento de estratégias e ações que possibilitem a divulgação do conhecimento do processo de envelhecimento, como fenômeno natural da vida.

“A bandeira do idoso foi abraçada pelo nosso mandato e temos o pleno interesse em colaborar com a causa. A nossa proposta vem para adequar a Política Estadual da Pessoa Idosa, já que a Lei Estadual nº 13.243/2002 foi promulgada anteriormente ao Estatuto do Idoso, por isso se torna necessária a sua reformulação. É uma proposta conjunta, ouvida e discutida com as entidades ligadas à causa da pessoa Idosa”, justifica Patrícia Aguiar.

Davi comenta votação da reforma da Previdência em primeiro turno

DAVI ALCOLUMBRE EM ENTREVISTA

 

Depois de encerrar a sessão do Senado na madrugada desta quarta-feira (2), o presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre, comemorou a aprovação do texto principal da reforma da Previdência (PEC 6/2019). Ele também comentou a derrota do governo na votação do destaque sobre o abono salarial.

— Aprovamos o texto principal com 56 votos favoráveis. Houve essa derrota do governo. É legítimo, é da democracia, votação é assim — disse.

Pouco antes, o Plenário havia aprovado o destaque apresentado pelo partido Cidadania que suprime texto da PEC para garantir a continuidade do abono salarial para trabalhadores de baixa renda pago com recursos do FAT.

Davi sugeriu que o governo deve se reorganizar e conversar com os senadores para seguir com a votação da reforma. Ele disse que o Plenário votará outros seis destaques à PEC 6/2019 a partir das 11h desta quarta-feira (2).

Agência Senado

Fonte: Agência Senado

Reforma da Previdência é aprovada em primeiro turno Fonte: Agência Senado

PLENARIO DO SENADO

 

Foi aprovada nesta terça-feira (1°), em primeiro turno, a Proposta de Emenda à Constituição da reforma da Previdência (PEC 6/2019). Entre outros pontos, o texto aumenta o tempo para se aposentar, eleva as alíquotas de contribuição para quem ganha acima do teto do INSS (hoje em R$ 5.839) e estabelece regras de transição para os atuais assalariados. A proposta ainda precisa passar por três sessões de discussão antes da votação em segundo turno.

 

O texto foi aprovado com 56 votos favoráveis e 19 contrários. Para evitar uma nova análise da Câmara dos Deputados, que atrasaria a promulgação, foram feitas apenas supressões e emendas de redação. Os pontos sobre os quais não havia consenso foram desmembrados durante a análise da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e passaram a tramitar como PEC paralela (PEC 133/2019), que também está sendo analisada pelo Senado.

 

A principal mudança prevista na PEC 6/2019 é a fixação de uma idade mínima (65 anos para homens e 62 anos para mulheres) para servidores e trabalhadores da iniciativa privada se tornarem segurados após a promulgação das mudanças. Além disso, o texto estabelece o valor da aposentadoria a partir da média de todos os salários, em vez de permitir a exclusão das 20% menores contribuições.

 

— Reconheço que não é uma matéria simpática do ponto de vista da opinião pública, mas é uma matéria necessária. Eu gostaria de agradecer o espírito público de todos os senadores. Reconheço em cada liderança política, em cada senador e em cada senadora da República, o desejo de construir um novo país — disse o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, que classificou mudanças na Previdência como a principal reforma necessária para o Brasil.

Leia mais...

Sérgio Aguiar pede mais atenção para pescadoras e marisqueiras

Deputado Sérgio AguiarDeputado Sérgio AguiarFoto: Edson Júnior Pio

 
O deputado Sérgio Aguiar (PDT) pediu, durante o primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta terça-feira (01/10), em encontro com a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, uma atenção maior do Governo Federal para pescadoras e marisqueiras do Ceará.

De acordo com o parlamentar, é necessário cuidar dessas mulheres que antes eram apenas educadoras familiares e hoje possuem um papel de destaque na sociedade. “É preciso consolidar e assistir essas mulheres produtivas e produtoras do Ceará que não eram enxergadas socialmente e que atualmente são fundamentais para a economia do Estado”, destacou.

Sérgio Aguiar também repercutiu a reportagem do Diário do Nordeste sobre as pescadoras do sertão, veiculada no último domingo (29/09), que revelam como um grupo de pescadoras de 12 municípios conseguiram conviver e reverter a situação da estiagem que é considerada, naquela localidade, a pior dos últimos 50 anos.

“Essa atenção que peço para este público ser analisado também na questão de qualificação profissional pois, só assim, ofertaremos melhores condições de trabalho, e com isso, elas serão capazes de manter a renda das famílias”, pontuou.

Leia mais...

Fernando Hugo cobra plano de cargos e carreiras para médicos do Ceará

Deputado Fernando HugoDeputado Fernando HugoFoto: Edson Júnior Pio

O deputado Fernando Hugo (PP) cobrou, durante o primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta terça-feira (01/10), que o Governo do Estado implante o plano de cargos e carreiras para os profissionais de saúde do Ceará.

O parlamentar pediu atenção do Executivo para instituir um plano de carreira para médicos que, segundo ele,  fica sobrecarregado para conseguir ganhar um valor “digno”. “Sem criar uma carreira para esses profissionais, não adianta cobrar qualidade no atendimento nos postos de saúde, por exemplo”, pontuou.

Leia mais...

Ideia Certa destaca prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama

Ideia Certa destaca prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama

 
A Assembleia Legislativa promove, a partir desta terça-feira (01/10), por meio do movimento Ideia Certa, a campanha Outubro Rosa, com ações de conscientização para o diagnóstico precoce e prevenção ao câncer de mama.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Sarto (PDT), é médico especialista em Ginecologia e Obstetrícia. Para o parlamentar, o cuidado com a saúde tem de começar sempre pela prevenção, sobretudo para reduzir riscos de desenvolver câncer. "O autoexame da mama é uma atitude simples, de cuidado consigo mesma, que a mulher deve incluir na rotina. Não dói, não custa nada e pode salvar vidas", diz. “Daí a importância de a Assembleia aderir ao Outubro Rosa e ajudar a informar a população com mais essa campanha”, acrescenta.

A Casa vai compartilhar informações sobre a doença, promovendo a conscientização e contribuindo para a redução da mortalidade. Entre as ações a serem realizadas na Assembleia Legislativa estão testes de glicemia, aferição de pressão arterial e orientação nutricional, além de uma sessão solene na qual serão apresentados os desafios do serviço público no diagnóstico e tratamento do câncer de mama, com homenagem a mulheres que venceram a doença.

A iniciativa da campanha Outubro Rosa na AL é da Mesa Diretora, por meio da campanha institucional Ideia Certa, da Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa (Assalce), do Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS) e do Movimento das Mulheres do Legislativo Cearense (MMLC).

AGÊNCIA DE NOTICIAS DA AL / DANIEL ADERALDO

AL lança programação especial para celebrar 30 anos da Constituição Estadual

AL lança programação especial para celebrar 30 anos da Constituição Estadual

 
A Constituição Estadual completa 30 anos em 2019. Para celebrar e destacar a importância da elaboração desse conjunto de leis que norteia o funcionamento do Estado, a Assembleia Legislativa do Ceará apresenta para a população uma série de atividades e produções especiais em outubro.

O presidente da AL, deputado José Sarto (PDT), ressalta que o Legislativo precisa da participação e do envolvimento da população para discutir política de forma democrática e respeitosa. Dessa forma, "a mobilização da AL para os 30 anos da Constituição possibilita que as pessoas acompanhem e  participem dos debates e do que acontece na vida pública em geral".

Segundo Sarto, a Constituinte foi um momento rico de redemocratização brasileira, de repactuação ideológica da esquerda e da direita no mundo todo, e a Constituição Estadual, seguindo a Federal, veio formatar um estado socialmente mais justo, onde se privilegiava o direito individual, coletivo, de livre organização e de pensar. "Portanto, temos muito o que comemorar nesses 30 anos. A nossa Constituição é a coluna vertebral e tem procurado balizar a conduta do estado do Ceará", ressalta.

Os diversos meios de comunicação da AL se dedicaram nos últimos meses em produções que mergulham nos fatos, memórias e aspectos históricos, sociais e políticos da Constituição Estadual, promulgada em 5 de outubro de 1989. Com material vasto e dinâmico que analisa o processo constituinte no contexto da época e no cenário atual, o Legislativo cearense promove conhecimento sobre o processo que marcou a história do Ceará e da Assembleia Legislativa.

Leia mais...

Por pressão de senadores, 2º turno de votação da Previdência pode ser adiado

Thiago ResendeRicardo Della Coletta / FOLHA DE SP
BRASÍLIA

Prevista para o dia 15 de outubro, a conclusão da votação, em dois turnos, da reforma da Previdência no plenário do Senado poderá sofrer atrasos.

Senadores têm pressionado o governo a cumprir acordos firmados para que a proposta de restruturação das regras de aposentadorias seja aprovada.

Apesar das queixas, líderes partidários se comprometeram a viabilizar a votação, em primeiro turno, da reforma nesta terça-feira (1º). Há a expectativa de que essa fase seja encerrada na madrugada.

No entanto, insatisfeita com a relação com o Palácio do Planalto, uma ala do Senado cobra contrapartidas negociadas, que ainda estão pendentes, para que ocorra a votação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da Previdência em segundo turno.

Sem o apoio dessa parte dos senadores, a aprovação da reforma fica ameaçada.

Uma das reclamações é que o pacto federativo –conjunto de medidas que visam destinar mais recursos para estados e municípios– ainda está travado.

ministro Paulo Guedes (Economia) prometeu entregar o pacote após a aprovação da reforma. O assunto ficará sob comando do Senado.

Senadores também cobram a liberação de emendas parlamentares, instrumentos para que possam destinar dinheiro a obras em suas bases eleitorais.

Leia mais...

Compartilhar Conteúdo