Busque abaixo o que você precisa!

Candidatos ao Planalto têm focos de rejeição que perduram no tempo

Ranier Bragon
BRASÍLIA

Apesar de estarem há meses em aberta corrida ao Planalto, os principais presidenciáveis enfrentam focos de rejeição que resistem ao tempo. A análise das 13 pesquisas nacionais do Datafolha feitas nos últimos 30 meses mostra que, apesar das subidas, quedas e oscilações nas intenções totais de voto, nenhum deles conseguiu superar seus principais pontos fracos.

Leia mais:Candidatos ao Planalto têm focos de rejeição que perduram no tempo

Corrupção e crise fazem das mulheres maioria do não voto

Adriana Ferraz, Gilberto Amendola e Paulo Beraldo, O Estado de S.Paulo

14 Julho 2018 | 15h48

O eleitorado feminino é hoje o responsável pela maioria dos votos brancos e nulos declarados em pesquisas de intenção de voto para presidente da República nas eleições 2018. Segundo recorte feito pelo Ibope a pedido do Estado, seis em cada dez eleitores dispostos a não votar nos pré-candidatos apresentados são mulheres na faixa etária dos 35 aos 44 anos, desiludidas com os recorrentes escândalos de corrupção envolvendo a classe política e preocupadas com o rumo da economia. 

Leia mais:Corrupção e crise fazem das mulheres maioria do não voto

Esquenta o jogo eleitoral

De acordo com a sabedoria das redes sociais, uma das maiores desvantagens do Brasil ter se despedido mais cedo da Copa do Mundo é que o País viu-se obrigado a voltar a discutir prematuramente suas notícias de sempre. E elas, pegando emprestado o termo adotado pela presidente do Superior Tribunal de Justiça, Laurita Vaz, são “teratológicas”. Além do vai-e-vem das tentativas e pedaladas do ex-presidente Lula para escapar da prisão, provocam também pesadelos as articulações para a mais imprevisível eleição do País desde a redemocratização.

Leia mais:Esquenta o jogo eleitoral

Governadores encrencados

Nos 26 estados brasileiros e no DF, há 22 governadores em condições de disputar a reeleição em outubro. Desse total, 18 já lançaram suas candidaturas, três ainda não decidiram seu futuro político e apenas um, Eduardo Pinho Moreira (MDB), de Santa Catarina, não se submeterá às urnas pela segunda vez consecutiva. A verdade, porém, é que dez desses governadores, mais da metade, enfrentará dificuldades assim que a campanha começar.

Leia mais:Governadores encrencados

Dirigentes do centrão fazem apelo para que Ciro modere críticas a Temer

Acima da linha da cintura Dirigentes de partidos do centrão que atuam para dar apoio a Ciro Gomes (PDT) na disputa pelo Planalto pediram ao pedetista que modere o tom das críticas ao presidente Michel Temer. Ciro já chamou o emedebista de quadrilheiro e disse que quer vê-lo preso. Essa agressividade deixa siglas como o PP, que ocupa quatro cargos no primeiro escalão, em situação muito desconfortável. Ninguém espera que Ciro se cale, mas querem que ele faça o debate “no campo da política”.

Leia mais:Dirigentes do centrão fazem apelo para que Ciro modere críticas a Temer

Compartilhe