Busque abaixo o que você precisa!

Quando volta o povo à rua? O GLOBO

Marchamos, em 2018, para uma eleição de poucos sustos. Aí estão todas as previsões quanto à opção de esquerda, na tranquilidade da maioria de Lula, acima dos 50% de intenções de voto, num eventual segundo turno. A queda petista com a Operação Lava-Jato de pronto se amenizou, neste grupo político pouco sensível ao impacto da corrupção que atinge os estratos de maior renda.

Leia mais:Quando volta o povo à rua? O GLOBO

Alckmin é o mais rejeitado dos candidatos à Presidência

60,9% dos brasileiros dizem que não votariam de jeito nenhum em Geraldo Alckmin para a presidência. Entre Lula, Bolsonaro e Marina Silva, ele é o mais rejeitado dos candidatos. É o que revela um levantamento do Instituto Paraná.Apenas 3,6% admitem votar no governador de São Paulo com certeza.Como era de se esperar, Lula e Bolsonaro estão praticamente empatados no potencial eleitoral. 17,8% diz que vai votar com certeza no ex-presidente, enquanto 15,1% prefere o deputado.Um pouco mais da metade nega votar em ambos. O petista é rejeitado por 52,8%, enquanto 51%jamais votaria em Bolsonaro. veja

Candidato condenado não existiria sem o eleitor

O PT reuniu o seu diretório nacional para reafirmar que a candidatura presidencial de Lula será mantida na base do vai ou racha. Ele será candidato mesmo com a reputação rachada por uma eventual sentença condenatória emitida pela segunda instância do Judiciário brasileiro. Lula continuará no páreo ainda que a rachadura moral o leve para a cadeia. Não há Plano B, diz a ré Gleisi Hoffmann, presidente do PT.

Leia mais:Candidato condenado não existiria sem o eleitor

O que Alckmin dirá na campanha

O governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB) terá de ser muito habilidoso para construir seu discurso de campanha. Ele não será candidato governista. Sua chegada ao comando do partido marcou a cordial saída da administração Michel Temer (PMDB). Então, não terá a estrutura do governo ao seu lado. Isso pode ser muito bom, considerada a impopularidade recorde do atual ocupante do Palácio do Planalto.

Leia mais:O que Alckmin dirá na campanha

Dilma cogita disputar vaga no Senado pelo Piauí

Sem alarde, Dilma Rousseff discute com amigos um novo projeto: a reinvenção de sua carreira política. Numa conversa recente, admitiu candidatar-se ao Senado em 2018. Só não soube dizer por qual Estado. Mora no Rio Grande do Sul e nasceu em Minas Gerais. Mas discutiu a sério a hipótese de disputar a vaga de senadora pelo Piauí, Estado governado pelo petista Wellington Dias.

Leia mais:Dilma cogita disputar vaga no Senado pelo Piauí

Compartilhe

WPROO | CRIAÇÃO DE SITES