Busque abaixo o que você precisa!

Universidades são alvo de operações por suposta propaganda eleitoral

Yuri Silva e Jonathas Cotrim, O Estado de S.Paulo

25 Outubro 2018 | 23h08

 

SALVADOR e BELO HORIZONTE – Pelo menos duas universidades – a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), na Paraíba, e da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), campus de Serrinha (a 175 km de Salvador) – foram alvo nesta quinta-feira, 25, de ações da Justiça Eleitoral ou do Ministério Público Eleitoral por suposta propaganda eleitoral irregular a favor do candidato do PT ao Palácio do Planalto, Fernando Haddad, que disputa o segundo turno das eleições presidenciais com Jair Bolsonaro (PSL).

Já na Universidade Federal de Grandes Dourados (UFGD), no Mato Grosso do Sul, na manhã desta quinta, a Polícia Federal impediu, a mando do juiz eleitoral Rubens Witzel Filho, a realização de uma palestra sobre fascismo marcada para acontecer na instituição de ensino. Na decisão, o magistrado alegou que o prédio, por ser público, não poderia ser usado para campanha política, já que Bolsonaro era citado nos materiais de divulgação da aula. Em uma dessas peças, compartilhada nas redes sociais, os estudantes alertavam para "o perigo da candidatura de Bolsonaro" para o País.

Leia mais:Universidades são alvo de operações por suposta propaganda eleitoral

A vez da direita - Flávio Gordon

Apoiadores de Jair Bolsnaro em manifestação a seu favor na Avenida Paulista Foto: Nacho Doce / REUTERSApoiadores de Jair Bolsnaro em manifestação a seu favor na Avenida Paulista Foto: Nacho Doce / REUTERS

 

“Porque meia dúzia de gafanhotos sob uma samambaia fazem o campo tinir com seu inoportuno zumbido, ao passo que milhares de cabeças de gado repousando à sombra do carvalho inglês ruminam em silêncio, por favor, não vá imaginar que aqueles que fazem barulho são os únicos habitantes do campo; ou que, logicamente, são maiores em número; ou ainda que signifiquem mais do que um pequeno grupo de insetos efêmeros, secos, magros, saltitantes, espalhafatosos e inoportunos”.

– Edmund Burke (1729-1797)

Leia mais:A vez da direita - Flávio Gordon

Bolsonaro tem 56% e Haddad, 44%, na disputa à Presidência, diz pesquisa

Daniel Bramatti, O Estado de S.Paulo

25 Outubro 2018 | 19h03

O Datafolha divulgou nesta quinta-feira, 25, sua pesquisa de intenção de voto para a Presidência da República nas eleições 2018. O candidato Jair Bolsonaro (PSL) tem 56% das intenções de voto, enquanto seu adversário, Fernando Haddad (PT), aparece com 44%. Na comparação com o último Datafolha, a diferença entre os candidatos diminuiu de 18 pontos porcentuais para 12 pontos em uma semana. 

Leia mais:Bolsonaro tem 56% e Haddad, 44%, na disputa à Presidência, diz pesquisa

Pesquisa Datafolha mostra queda de 6 pontos entre Haddad e Bolsonaro

Igor Gielow / FOLHA DE SP
SÃO PAULO

A distância entre os candidatos a presidente Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) caiu de 18 para 12 pontos em uma semana, aponta pesquisa do Datafolha. A três dias do segundo turno, o deputado tem 56% dos votos válidos, contra 44% do ex-prefeito de São Paulo. No levantamento passado, apurado em 17 e 18 de outubro, a diferença era de 59% a 41%. Tanto a queda de Bolsonaro quanto a subida de Haddad se deram acima da margem de erro, que é de dois pontos percentuais para mais ou menos.

Leia mais:Pesquisa Datafolha mostra queda de 6 pontos entre Haddad e Bolsonaro

Compartilhe