Busque abaixo o que você precisa!

Em Canindé Agentes de Endemias procuram SINDSEC para garantir direitos

Em mais uma luta na defesa dos direitos da classe trabalhadora, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Canindé SINDSEC recebeu, na manhã de segunda-feira (01), os profissionais Agentes de Endemias, que buscam uma resposta do governo municipal referente a uma verba específica que deveria já ter sido repassada para estes servidores, porém como não houve manifestação do governo de Canindé até a presente data, como também existem outras pautas de interesse da categoria, os trabalhadores buscaram orientação do SINDSEC para inicialmente tentar uma negociação, caso haja resistência do governo em garantir os direitos desses servidores de campo, os profissionais ameaçam paralisação.  
 

Aprece discute sequestros a recursos de Prefeituras

EXPEDITO NASCIMENTOO sequestro de recursos dos cofres dos Municípios do Ceará para o pagamento de precatórios, por decisão da Justiça, gera preocupação para muitos prefeitos. A preocupação dos prefeitos entra na pauta de uma reunião que a Associação dos Prefeitos do Ceará (Aprece), a ser realizada, nessa quarta-feira, a partir das 10 horas, no auditório Murilo Aguiar da Assembleia Legislativa. O presidente da Aprece, Expedito Nascimento, declarou, nesta terça-feira, em entrevista ao Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Grande Fortaleza + Rede Somzoom Sat), que o quadro é de muita preocupação e o sequestro do dinheiro pode inviabilizar administrações municipais. CEARAAGORA

A solução do crédito consignado

A liberação de crédito para novos empréstimos não vai garantir a retomada da economia é o que afirma o economista e diretor-geral da Valorize Consultoria Empresarial, José Maria Porto. “A solução do crédito consignado é para aquelas pessoas que estão endividadas com taxas de juros maiores e querem trocar por uma dívida mais barata. Se o Governo está achando que vai pra consumo, não vai. O problema não está na falta de crédito, mas da falta de condições de pagá-lo”.

Uma situação que se agrava pelo temor do desemprego, que tende a se acentuar este ano. “Estamos em um momento super delicado , onde diversas empresas estão reestruturando processos, tentado reduzir funcionários, algumas fechando as portas. E esta é a única reserva que o trabalhador tem fora o seguro desemprego, seria um erro utilizar como garantia de empréstimo. É uma medida que só beneficia os bancos”.

Leia mais...

Alckmin diz que modus operandi do governo Lula e do PT são abomináveis

ALKMIM

BRASÍLIA - Abandonando de vez a postura moderada que vinha adotando até o fim do ano passado, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), voltou a atacar nesta segunda-feira o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No sábado, o governador havia afirmado em São Paulo que Lula era “o retrato do PT, partido envolvido em corrupção, sem compromisso com questões de natureza ética“. Nesta segunda-feira, em Brasília, aumentou a carga:

- Acho que o ex-presidente Lula deve explicações ao povo brasileiro e à Justiça no sentido de clarear isso tudo. Não são fatos isolados. Se você ver o modus operandi do governo Lula e do PT são abomináveis. O governador deu a declaração ao GLOBO após participar da reunião de governadores na qual foram discutidos caminhos para a reorganização financeira dos estados. No sábado, o ex-presidente rebateu Alckmin. A assessoria de imprensa do Instituto Lula divulgou nota e disse que o governador deveria explicar os escândalos do estado. “Seria mais proveitoso para a população de São Paulo se o governador explicasse os desvios nas obras do metrô e na merenda escolar, a violência contra os estudantes e os números maquiados de homicídios no estado, ao invés de tentar desviar a atenção para um apartamento que não é e nunca foi de Lula”, disse. O GLOBO

 

O estrago para Dilma do suposto tríplex de Lula

Mais que a volta do ruído do impeachment, com o fim do recesso no Congresso, a presidente Dilma Rousseff enfrenta uma ameaça mais premente à sua governabilidade: o noticiário pesado na mídia impressa e na TV da nova fase da Lava Jato, a Triplo X, envolvendo diretamente o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o alegado apartamento tríplex no Guarujá que ele seria o dono. Como notou a esta coluna um influente interlocutor, especializado em medir a temperatura dos eleitores brasileiros, o capital político de Dilma ainda depende do aval de Lula, especialmente em tempos de um acalorado processo de impeachment e de recessão profunda.

Fachada do condomínio Solaris, no Guarujá. (Foto: Motta Jr./Futura Press)

Fachada do condomínio Solaris, no Guarujá. (Foto: Motta Jr./Futura Press)

E um enfraquecimento de Lula tem reverberações sérias para a presidente Dilma.

“Na incapacidade da oposição de criar obstáculos para Dilma, criou-se uma bandeira contra a presidente via investigação do tríplex no Guarujá, atingindo Lula diretamente”, explica o interlocutor acima.

Leia mais...

Errei, mas não paguei o mico. Tanto é assim que eu posso corrigir

Mosquitoa de Dilma

Olhem aqui, vi a página do governo com aqueles mosquitos que estão voando lá. Achei que fosse uma invasão, ué, coisa de hacker. Escrevi a respeito. É claro que não vou eliminar aquele post. Só acrescentei lá a devida advertência de que está errada a informação de que se trata de invasão. Mas não. É política de marketing do governo. Agora eles estão naquela de “vamos assumir nossos problemas” — desde, claro!, que fique evidente que o dito-cujo “nos” pertence e que eles não têm nada com isso.

 

        Publicidade      

Mais: como se nota, há a sugestão mais do que evidente de que o Aedes Aegypti só se espalhou por culpa desses brasileiros imprudentes.

Sobrevoe bairros de ocupação antiga que estejam passando por transformações econômico-urbanísticas, como o Ipiranga, por exemplo. Vejam lá o que há de propriedades abandonadas, indústrias e estabelecimentos comerciais fechados. As respectivas caixas d’água, muitas vezes, estão lá, sem tampa, só à espera da chuva.

Leia mais...

Assessor pessoal de Dilma é exonerado do cargo

asessor

BRASÍLIA - Tratado como filho pela presidente Dilma Rousseff, o assessor especial da presidência da República Anderson Braga Dorneles foi exonerado do cargo a pedido nesta segunda-feira, 1. O ato foi publicado no Diário Oficial da União. Ele será substituído por Bruno Gomes Monteiro. Oficialmente, a explicação no governo é que ele irá se casar e, por isso, que voltar a morar em Porto Alegre (RS), sua cidade natal.

Em setembro de 2015, e-mails interceptados pela força-tarefa da Polícia Federal na Operação Lava Jato mostraram que o empresário Marcelo Odebrechet, preso acusado de pagar propina em troca de contratos da Odebrechet com a Petrobrás, teria entrado em contato com Dorneles e Giles Azevedo, que também é assessor da petista, na véspera de Dilma se encontrar com o presidente dominicano eleito Danilo Medina, em 9 de julho de 2012. 

Leia mais...

Reforma da Previdência pode taxar agronegócio e Simples

:                                             

Impacto deve ser grande aos produtores rurais, que hoje recolhem 2,6% do faturamento como contribuição previdenciária, mas ficam isentos quando exportam uma parte da produção; no ano passado, esse incentivo gerou R$ 5,3 bilhões em renúncia fiscal, e em 2016 esse montante deve atingir R$ 6,5 bilhões; no caso dos microempreendedores, o plano é elevar a alíquota de 5% do salário mínimo, destinada ao INSS, para 8% ou até 11%. brasil 247

'Programas sociais têm de deixar piloto automático'

:                                             

Novo ministro do Planejamento, Valdir Simão, diz que governo deve reavaliar alguns programas, inclusive da área social, para "descontinuar" os que não têm mais sentido e reforçar os mais eficazes: “Não podemos ficar ligados no piloto automático e simplesmente colar a gestão orçamentária", afirmou; segundo ele, fará uma avaliação de vários deles, citando Farmácia Popular, Garantia Safra, UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e construção de creches no Pró-Infância; “É preciso verificar se o programa está se propondo aquilo para o que foi idealizado, do ponto de vista fiscal e de investimento, se na sua formatação existem vulnerabilidades que possam permitir desvios”, afirma. brasil 247

Dilma edita MP da guerra contra o Zika

:                                                             

Entre as medidas do governo Dilma Rousseff a serem adotadas para enfrentar o Zika, assim como dengue e chikungunya - também transmitidas pelo mesmo mosquito -, está o ingresso forçado de agentes de saúde em imóveis públicos e particulares em caso de abandono ou na ausência de pessoa que possa autorizar a entrada para a eliminação de eventuais focos de reprodução do Aedes; "Sempre que se mostrar necessário, o agente público competente poderá requerer o auxílio à autoridade policial", diz a MP; o governo também vai realizar campanhas educativas e de orientação à população sobre as doenças. brasil 247

Compartilhar Conteúdo