Busque abaixo o que você precisa!

Érika Amorim lamenta aumento de casos de violência sexual contra mulher no CE

Deputada Érika AmorimDeputada Érika AmorimFoto: Edson Júnior Pio

 
A deputada Érika Amorim (PSD) lamentou, no primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta quinta-feira (12/09), os crescentes casos de violência sexual contra mulheres e a necessidade de avançar em políticas públicas para combater o crime.

A parlamentar destacou matéria do jornal Diário do Nordeste, apontando que o Estado foi o 3° da Região, com maior número de casos de estupro em 2018. “Segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Estado teve 1.790 estupros em 2018, 35 casos a mais do que em 2017. As mulheres são 85% das vítimas”, lamentou.

Érika Amorim observou que o projeto de lei n°282, de autoria dela,  dispõe sobre a prioridade de atendimento às mulheres vítimas de violência nas unidades de saúde das redes pública e privada do Estado.

“Também está tramitando na Casa projetos de indicação de minha autoria que dispõem sobre a criação de Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dececa) na macrorregião do Cariri, Sertão Central e no município de Caucaia. É com ações de combate à exploração de crianças que podemos melhorar os números de violência no Ceará”, assinalou.

A deputada esclareceu ainda um fato ocorrido no município de Caucaia quando o teto da quadra esportiva da Escola Municipal Dom Antônio Almeida Lustosa desabou.  “O espaço em questão, por prevenção e cautela, já estava interditado pela própria Secretaria da Educação e não era utilizado pelos alunos”, explicou.

A parlamentar reforçou que a gestão do prefeito Naumi Amorim respeita a vida dos caucaienses e desenvolve ações recuperando e reformando espaços e equipamentos que estavam abandonados.

Segundo Érika Amorim, a Prefeitura de Caucaia têm investido em obras e construção de quadras escolares, além de reformas que buscam aproveitar espaços para a população.

Em aparte, os deputados Dra. Silvana (PR), Carlos Felipe (PCdoB), Augusta Brito (PCdoB) e Fernando Hugo (PP) parabenizaram o pronunciamento do parlamentar.
GM/AT

Compartilhe