Busque abaixo o que você precisa!

Favreto manteve réu preso no plantão que ‘soltou’ Lula

Responsável por autorizar a soltura de Lula, o desembargador Rogério Favreto, do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região, negou no mesmo plantão um habeas corpus para liberar outro preso. Um homem acusado de usar documentos falsos para sacar, na Caixa, precatórios com valores de R$ 1 milhão a R$ 2 milhões pediu para sair da prisão temporária. Argumentou que precisava entregar sua tese de mestrado até domingo passado e que seu filho estava prestes a nascer. Esse foi o único caso, além do de Lula, que chegou a Favreto durante o plantão.

Por que não. Favreto negou o pedido alegando que todos os requisitos para a prisão temporária estariam contemplados nesse caso. Mas autorizou a PF a escoltar o réu ao hospital, caso a mãe de seu filho entrasse em trabalho de parto no período da detenção.

Cronologia. No processo do acusado de estelionato, o pedido chegou ao tribunal às 18h58, na sexta-feira, 6. A decisão foi assinada no mesmo dia, às 21h22. O HC de Lula foi impetrado na sexta, às 19h32, mas despachado no domingo, às 9h05. Lula é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro.

Faça o que eu falo… O PSDB, que tem balançado a bandeira de redução de gastos públicos, ajudou a derrubar a proibição de reajustes para servidores na votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias, na quarta-feira.

…não o que eu faço. Após perder a queda de braço, o líder do PSDB na Câmara, Nilson Leitão, que apresentou um projeto para diminuir o número de deputados e senadores, liberou a bancada. Dos 25 presentes, 20 ajudaram a aprovar a pauta-bomba. Quatro rejeitaram e um se absteve.

Os sinais. A cúpula do PT passou a considerar que Lula deve indicar Jaques Wagner para substituí-lo na corrida presidencial. Lembram que o coordenador de campanha do PT é Sergio Gabrielli, ex-secretário de Planejamento no governo de Wagner, de 2012 a 2015.

Jogando. Enquanto Rodrigo Maia articula sua reeleição à presidência da Câmara com líderes do Centro, seu vice, Fábio Ramalho, pede votos para deputados para assumir o comando da Casa em 2019.

SINAIS PARTICULARES. Fábio Ramalho, vice-presidente da Câmara; por Kleber Sales

Dono do cofre. Prisco Bezerra assumiu a coordenação financeira da campanha do presidenciável Ciro Gomes (PDT). Ele é sócio do empresário da educação João Carlos Di Genio e irmão do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio.

Mil utilidades. O MDB escolheu o marqueteiro Elsinho Mouco para produzir a convenção do partido, que pode ou não consolidar a campanha de Henrique Meirelles à Presidência. A indicação de Mouco atende a pedido do ministro Moreira Franco (Minas e Energia).

CLICK. A deputada Mariana Carvalho saudou, nas redes sociais, o colega Celso Jacob, após ter processo de cassação arquivado. Ele está preso no regime semiaberto.

Aplauso. O Clube Militar saiu em defesa de Sérgio Moro e do presidente do TRF-4, Thompson Flores. O general Mourão divulgou nota dizendo que, no momento de “conluio” de adeptos de Lula e “um magistrado comprometido ideologicamente”, “gigantes morais” se elevaram acima do “caos em que vivemos”.

Nas nuvens. O TRF-5 negou pedido da OAB contra o aumento da tarifa de bagagens pelas companhias aéreas. O magistrado Leonardo Carvalho afirma que, como amicus curiae, a OAB não poderia solicitar a antecipação de tutela.

PRONTO, FALEI!

Ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun

“A união do Centrão com Ciro Gomes seria como cruza de cobra com porco-espinho. O resultado só pode ser rolo de arame farpado”, DO MINISTRO DA SECRETARIA DE GOVERNO, CARLOS MARUN, sobre a possível aliança.

NAIRA TRINDADE (editora interina), COM JULIANA BRAGA. COLABOROU ROBERTO GODOY

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadão

Compartilhe