Busque abaixo o que você precisa!

Doria não pode impedir ato contra Bolsonaro no 7 de Setembro fora da Av. Paulista, decide Justiça

Matheus Lara / O ESTADO DE SP

28 de agosto de 2021 | 09h28

Em decisão na noite de sexta, 27, o juiz Randolfo Ferraz de Campos do TJ-SP decidiu que nem a Justiça paulista, nem “qualquer outro órgão público” pode vetar a manifestação de opositores do presidente Jair Bolsonaro fora da Avenida Paulista no dia 7 de Setembro.

A decisão foi divulgada um dia após o governador João Doria (PSDB) afirmar que a Secretaria de Segurança Pública havia vetado a realização de protestos contra o presidente na data. A determinação do governo paulista valeria tanto para a capital quanto para outras cidades paulistas.

Com a decisão do TJ-SP, a campanha Fora Bolsonaro tem a autorização para realizar seu protesto no Vale do Anhangabaú enquanto bolsonaristas ocuparão a Avenida Paulista.

Na tarde deste sábado, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo afirmou à Coluna que se posicionou contra a realização dos atos no mesmo dia em função dos riscos de confronto e reforçou que as forças de segurança estarão preparadas para acompanhar as manifestações (leia abaixo a nota na íntegra).

“O governador João Doria precisa se comportar como governador e não como imperador de São Paulo”, disse à Coluna do Estadão Raimundo Bonfim, da Central de Movimentos Populares. “Ele não pode agir fora das quatro linhas, precisa respeitar a Constituição Federal que garante o direito de manifestação pacífica.”

Na decisão desta sexta, a Justiça reforça que os atos divergentes só não podem acontecer no mesmo local e que os manifestantes não poderão se deslocar em direção ao local onde os adversários políticos estarão concentrados.

Em caso de desobediência, eis os valores das multas: R$ 200 mil por pessoa jurídica identificada e R$ 1 mil por pessoa física (R$ 5.000,00 por pessoa física identificada como líder, representante ou dirigente de atos).

https://politica.estadao.com.br/blogs/coluna-do-estadao/wp-content/uploads/sites/352/2021/08/1624134855103_280820212622-300x200.jpg 300w" sizes="(max-width: 709px) 85vw, (max-width: 909px) 67vw, (max-width: 984px) 61vw, (max-width: 1362px) 45vw, 600px" pinger-seen="true" style="font-size: inherit; margin: 0px; padding: 0px; color: inherit; display: inline-block; max-width: 100%; height: auto;">

Foto: Taba Benedicto/Estadão

NOTA DA SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DE SÃO PAULO

Em relação à decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo a respeito das manifestações de 7 de setembro, a SSP reforça seu compromisso com a segurança de todas as pessoas e com sua missão de zelar pelo bom andamento dos atos e pela ordem pública, independentemente de posição ideológica dos organizadores. A SSP se posicionou de forma contrária à realização de atos conflitantes no mesmo dia levando em consideração os riscos de confronto entre os grupos e de possíveis violações à integridade física dos participantes. Como de praxe, entretanto, as forças de segurança estarão preparadas para acompanhar os atos públicos e irá adotar as medidas necessárias para assegurar o direito de todos à livre manifestação política.

Assessoria de imprensa
Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo

Compartilhar Conteúdo