Busque abaixo o que você precisa!

‘Quero disputar com Alckmin numa prévia justa’

Decidido a guerrear com Geraldo Alckmin pelo posto de presidenciável do PSDB na sucessão de 2018, o prefeito tucano de Manaus, Arthur Virgílio Neto, veiculou o vídeo acima no Twitter. Na peça, ele “convoca” os militantes tucanos para lutar pelo direito de votar nas prévias que o partido cogita realizar. Fez isso porque receia que a ascensão de Alckmin ao comando da legenda transforme a disputa interna num “simulacro de prévia.”

Em entrevista ao blog, Virgílio disse ter sido comunidado sobre a intenção do PSDB de impor regras restritivas à participação dos seus filiados na prévia. Segundo ele, “75% do poder decisório estariam concentrados nas mãos de mil e poucas pessoas. São deputados, senadores, governadores, prefeitos, vereadores, os dignitários do partido.” Nesse modelo, disse Virgílio, “o voto de um dignitário tucano equivaleria a 17 mil votos dos filiados.”

Virgílio ironizou a proposta: “Equivaleria a reintroduzir no Brasil o voto censitário”, disse, referindo-se ao primeiro modelo de voto instituído no país. Só estavam autorizados a votar os donos de sobrenomes de famílias abastadas, com títulos nobiliárquicos ou donos de muitas propriedades. Assalariados, mulheres, índios, soldados e escravos eram proibidos de comparecer às urnas. “Aceitar uma coisa dessas seria o mesmo que aceitar a tese de que nós somos mesmo antipovo”, disse o rival de Alckmin.  JOSIAS DE SOUZA

Compartilhe

WPROO | CRIAÇÃO DE SITES