Busque abaixo o que você precisa!

Avaliação da saúde despenca e Haddad é reprovado por 47% da população

A avaliação da gestão municipal em São Paulo na saúde despencou, e o prefeito Fernando Haddad (PT) registrou o pior índice de reprovação entre os candidatos à reeleição nesse período do mandato, mostrou o Datafolha. Levantamento realizado entre os dias 23 e 24 de agosto com 1.092 pessoas mostrou que 47% da população considera a gestão do petista ruim ou péssima. Em julho, a rejeição era de 48%.

 

Haddad é aprovado por 17% dos eleitores, ante 14% que avaliaram a sua gestão como ótima ou boa em julho. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. "Haddad já vinha sendo mal avaliado, e São Paulo tem a característica de ser crítica", disse Mauro Paulino, diretor-geral do instituto.

 

A saúde é tida como o principal problema da cidade para 38% dos eleitores. A percepção se deteriorou ao longo do mandato do petista. Em outubro de 2015, o índice era de 32% e, em fevereiro daquele ano, de 15%. Em abril de 2013, tanto a saúde quanto a violência eram vistos por 19% da população como o maior problema.

 

A insatisfação com a saúde é maior entre os mais pobres (41%) e menor entre os mais ricos (24%). Na mais recente pesquisa Datafolha, a violência ocupa o segundo lugar, com 14%. Nota média da gestão: 4,1

Fonte: Pesquisa Datafolha com 1.092 pessoas nos dias 23 e 24 de agosto e registrada no TRE-SP com o número SP-01183/2016. A margem de erro máxima é de três pontos percentuais para mais ou para menos  Confira mais infográficos da Folha

Compartilhar Conteúdo