Busque abaixo o que você precisa!

Partidos da terceira via estão perto do anúncio de uma chapa única

GERMANO OLIVEIRA  / ISTOÉ

 

Finalmente, a terceira via está muito perto de ter um candidato único para disputar a presidência da República. Os presidentes do MDB, Baleia Rossi, do PSDB, Bruno Araújo, e do Cidadania, Roberto Freire (por videoconferência) e com a presença do vice-presidente desse partido, Daniel Coelho, reuniram-se nesta quarta-feira, 11, pela manhã, na sede do PSDB em Brasília, e avançaram nas discussões pela formação de uma chapa única para enfrentarem os candidatos dos extremos: Lula, pela esquerda, e Bolsonaro, pela direita.

 

Os presidentes dos partidos que compõem a chamada terceira via definiram, nessa reunião, os critérios que definirão como será a escolha do candidato único. E todos foram unânimes de que os parâmetros iniciais, propostos pelo MDB e avalizados pelos presidentes das demais agremiações. Os critérios serão a adoção de pesquisas qualitativas e quantitativas para a avaliação do desemprenho dos candidatos desse grupo, como João Doria (PSDB) e Simone Tebet (MDB).

Os critérios e demais questões pendentes serão agora apresentados à aprovação das instâncias partidárias e aos postulantes à Presidência para que, em curto prazo, seja apresentados à sociedade e imprensa “um projeto democrático que aglutine esperança no futuro do País”, disseram os integrantes dos partidos reunidos em Brasília.

Em nota, mais cedo, Doria, que acaba de retornar dos Estados Unidos, para onde foi para reuniões com investidores estrangeiros e para participar da entrega do premio da personalidade do ano, no Metropolitan, em Nova York, lembrou que ele está à frente de Simone Tebet, do MDB. Ele vem pontuando nas pesquisas com variação de 3 a 6%, enquanto que a candidata do MDB aparece com algo entre 1% e 2%.

Não se descarta, a esta altura, uma chapa com Doria e Teber. O União Brasil, de Luciano Bivar, que participava desse grupo, preferiu sair e se lançar candidato de forma isolada, mas a terceira via ainda espera que ele possa voltar a integrar a terceira via mais para a frente. No União Brasil está também o ex-juiz Sergio Moro, que pode participar da chapa única, como candidato ao Senado por São Paulo ou mesmo vir a ser candidato a deputado federal.

O nome que encabeçará essa chapa ainda poderá ser divulgado até o próximo dia 18, conforme havia sido estabelecido. Doria e Tebet chegaram a ficar incrédulos quanto ao acordo, mas as conversas entre os dirigentes partidários evoluiu bastante de forma favorável ao entendimento que objetivasse o entendimento para a chapa única. Afinal, parte desses partidos vinha com uma tendência de ficar do lado de Lula ou Bolsonaro, e isso as direções partidárias querem evitar a qualquer custo.

 

Compartilhar Conteúdo