Busque abaixo o que você precisa!

Argentina tem protestos contra extensão da quarentena obrigatória no país

Argentina tem protestos contra extensão da quarentena obrigatória no país

Cerca de 150 pessoas participaram nesta segunda-feira (25) de um protesto na Praça de Maio, no centro histórico de Buenos Aires, contra a extensão do "lockdown" na cidade até 7 de junho, anunciado pelo governo argentino no sábado (23).

Com cartazes, os manifestantes reclamaram da paralisação da atividade econômica, devido à quarentena imposta em 20 de março para conter o avanço do coronavírus.

"Peço ao governo que nos deixe trabalhar. Precisamos trabalhar porque não podemos aguentar mais meses e mais dias sem receber salário. Não recebo nem planos sociais nem créditos bancários. Tenho cartão de crédito bloqueado", afirmou Adrián Marazi, que trabalha no setor de construção civil.

Empreendedora do setor de vestuário, Cecilia reclamou que "o governo sai comprando camisolas quando a indústria têxtil está parada há 60 dias". "A fatura de luz da fábrica continua chegando e continuo pagando o aluguel. Precisamos trabalhar."

Uma carreata contra o confinamento também foi registrada em Tigre, na região metropolitana da capital.

Martín Zabala/Xinhua
A cidade Buenos Aires permanece vazia após governo endurecer medidas de confinamento na capital argentina
A cidade Buenos Aires permanece vazia após governo endurecer medidas de confinamento na capital argentina

Compartilhar Conteúdo